Financiamento de moto – Confira quais são as motos com o melhor custo benefício

--*--

Descomplicado de estacionar, sem necessidade de armazenar grandes ambiente na garagem, pode evitar acidentes graves e é mais barato que os carros:

As motocicletas são um meio de deslocamento com muitas vantagens e são cada vez mais utilizadas nas imensas localidades, bem como nas pequenas cidades do interior.

Yamaha YBR 125

O excelente desempenho da Yamaha YBR 125 a titula um dos veículos mais baixo custo benefício em 2020. Seu consumo médio é de cerca de 33 km/l. Além do que, o veículo tem uma ótima execução a um valor considerável.

Yamaha XTZ 125

Se porventura goste do estilo Offroad, mas precisa andar na cidade, o Yamaha XTZ 125 é uma boa escolha, visto que, garante um retorno rápido aos controles do piloto.

Honda CG 125

O Honda CG 125 é um dos exemplares potencialmente mais usados ​​no Brasil, e seu excepcional funcionalidade o torna uma das motocicletas mais moderado e em conta. Possui alta resistência, baixos custos de conservação e um aproveitamento médio de 35 km/l.

Suzuki Yes 125

A motocicleta Suzuki Yes 125 dispõe um indicador de marcha, hodômetro completo e tendencioso, tacômetro e medidor de combustível. Destaca o painel da tela e a clareza ao dirigir à noite.

Honda Biz

Este exemplar não é apenas um dos modelos mais econômicos, do mesmo modo, é um dos mais acessíveis do Brasil. O Honda Biz tem um custo-benefício chamativos e desempenho de direção leve e silencioso devido à sua caixa de velocidades semiautomática.

Deixando a moto mais econômica

Existem algumas dicas para melhorar a motocicleta e deixa-la mais econômica:

Manter a calibração do pneu: verifique a calibração do pneu quinzenalmente, usando o método de medição sugerida pelo fabricante. Como o conflito com o chão fazendo com que o motor trabalhe mais, o pneu usa mais combustível causando uma pressão maior nos pneus.

Conserve a corrente em um estado ajustado e lubrifique a relação de transmissão: pinhão, coroas, correntes, e rolamentos de roda são muito secos, alongados ou soltos, o que causará uma carga maior e, portanto, aumentará o consumo de combustível.

Ajuste o freio: análise no mínimo uma vez por mês para garantir que o freio não esteja “com mau funcionamento”. Coloque a motocicleta no suporte central e gire as rodas para verificar os freios. O conflito pode causar esgotamento do sistema e acelerar o consumo de combustível.Não use engrenagens “sem dentes”: motocicletas com injeção eletrônica não podem economizar dinheiro ao pilotar em ponto-morto ou ao puxar a embreagem. Para moderar o custo, diminua a velocidade. Dessa maneira, a injeção reduz o combustível e a máquina fica mais moderado.