Financiamento de carro sem entrada: Como se organizar financeiramente

--*--

Um veículo, apesar de representar uma necessidade para muitos, é um grande investimento e requer planejamento antecipado. Os carros, em especial, representam um gasto considerável; tanto na compra, como após ela (com manutenções e abastecimento, por exemplo).

No entanto, eles são indispensáveis na vida de muitas pessoas; especialmente nas grandes famílias, o transporte pode ser algo difícil de ser executado todos os dias. É por isso que eles já fazem parte das metas de tantas pessoas. Porém, essa compra exige um planejamento financeiro eficaz.

– Métodos de compra: Financiamento

Como sabemos, o mercado se flexibiliza para atender as necessidades do maior número de pessoas possível. E é por isso que existem tantas alternativas de compra. Para aqueles que não estão com pressa e não querem lidar com juros, existe o consórcio; para os que fizeram essa economia há bastante tempo, existe a compra à vista; mas há outro método de compra para os que têm pressa e não economizaram tanto assim.

O financiamento funciona como o empréstimo pessoal; mas, dessa vez o banco sabe qual o destino do dinheiro que te empresta. O financiamento bancário é solicitado quando se visa comprar um bem, como um imóvel ou um veículo. Nesse método, o banco compra o veículo e até então é a eles que o veículo pertence. A moto ou carro será realmente seu quando as parcelas estiverem quitadas. Essa opção permite aos que a escolhem, ter o veículo em mãos em um curto período de tempo.

Financiamento sem entrada

Para realizar o financiamento, as instituições bancárias te exigem ao menos 20% de entrada. É por isso que é preciso realizar um planejamento financeiro antecipado; você não terá de se preparar apenas para pagar parcelas altas pelos próximos anos, você também precisa se preparar com antecedência para conseguir o valor da entrada.

Como foi dito, o mercado se flexibiliza para atender às necessidades do maior número de pessoas possível. Por isso, foi criada uma alternativa para aqueles que adiaram a compra; mas precisam do carro com urgência e não se planejaram para conseguir dar uma entrada. O financiamento sem entrada exige um maior planejamento pós compra.

– Como se planejar financeiramente

Sabe-se que o financiamento envolve juros; funciona da seguinte forma: Quanto maior a entrada oferecida, menos serão as taxas de juros e os valores das parcelas. Como no financiamento sem entrada a porcentagem é 0%, os juros tendem a aumentar significativamente. Se você não deu entrada, é provável que não tenha criado uma reserva financeira ainda, mas isso precisa mudar.

O atraso de parcelas pode resultar na apreensão de seu veículo. Então, é melhor que você crie um fundo emergencial; assim, em casos de urgência, haverá sempre dinheiro para pagar as parcelas.