Simule a parcela no Site – Sem consulta e Sem entrada

--*--

O financiamento de motos pode ser encarado como uma forma de investimento, já que, de certa forma, você estará investindo uma certa quantia no veículo. O financiamento sem entrada, por sua vez, é um investimento ainda maior, pois você acabará pagando além do valor real da moto. Por conta disso, a escolha desse serviço deve ser encarada com seriedade e é preciso tomar cuidado em todas as etapas. Veja algumas dicas de como financiar sua moto com segurança.

1.    Entender o que é e como funciona o financiamento

O funcionamento dessa transação é muito simples: você adquire o valor que precisa, depois o devolve ao banco pagando em parcelas mensais. Além disso, é necessário fornecer uma parte do valor do veículo como entrada.

2.    Mesmo negativado

Hoje existem opções até para quem esta negativado, pesquise mais sobre o plano Minha Mottu

3.    Pesquise os bancos antes de financiar

Você pode financiar em uma instituição de serviços bancários ou fabricante de veículos. É preciso lembrar que os bancos possuem condições de pagamento e juros que variam. Portanto, antes de concluir uma transação, é necessário entendê-los para descobrir mais transações que podem ser salvas. Compare as condições dos cinco bancos aqui.

4.    Simule o valor do financiamento

Você pode financiar motos em bancos comuns, instituições financeiras e bancos de empresas que fabricam esse veículo (como Honda e a Yamaha, por exemplo). O ideal é que você faça, pelo menos, três simulações em bancos diferentes como garantia de um bom negócio. A razão por trás disso é a variação dos juros de banco para banco.

5.    Separe os documentos necessários para o financiamento

Depois de fazer um estudo dos valores, definição do banco e definição do orçamento, é necessário se preparar para que a transação seja concluída. Documentos como RG,




Faça Parte! Adicione seu e-mail e receba mais informações